Direito e Cidadania

Entenda a LeiAprovada pelo Senado Federal, a Lei Complementar 142/2013, que começa a vigorar em novembro, reduz o tempo de contribuição e a idade para a aposentadoria de pessoas com deficiência.

 

A lei assegura às pessoas com deficiência grave se aposentar com 25 anos de contribuição, no caso dos homens, ou 20 anos, no caso de mulheres. O tempo de contribuição aumenta para 29 e 24 anos, respectivamente, nas deficiências moderadas; e 33 e 28 anos, nas deficiências leves.

 

A lei ainda depende de regulamentação, pelo Ministério da Previdência, sobre a definição do que é deficiência grave, moderada e leve.

 

Ainda de acordo com a lei, independentemente do grau de deficiência, fica garantido direito à aposentadoria aos 60 e 55 anos de idade, desde que o segurado com deficiência tenha cumprido tempo mínimo de contribuição de 15 anos.

 

A lei estabelece ser de responsabilidade do INSS comprovar, por perícia própria, a existência e o grau de deficiência, e por instrumentos próprios, sem, no entanto, defini-los.Com a lei, o Congresso Nacional contribui para a conquista da cidadania pelas pessoas com deficiência.

 

Clique aqui para ver o texto da Lei

 

Fonte: http://www.senado.leg.br/senado/campanhas/agoraelei/default.html#?utm_source=newsletter&utm_medium=email&utm_campaign=jornal