Reforma do Fórum da Capital será discutida com juízes nesta segunda (15)

 

 

Presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), desembargador Washington Luiz, deve esclarecer dúvidas e ouvir sugestões dos magistrados

 

 O projeto de reforma do Fórum de Maceió, localizado no Barro Duro, será apresentado nesta segunda-feira (15), às 15h, aos magistrados que atuam na unidade. De acordo com o presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), desembargador Washington Luiz Freitas, as obras devem trazer mais comodidade e segurança às 4.000 pessoas que passam diariamente pelo local. A expectativa é que os trabalhos tenham início ainda no primeiro semestre deste ano.

    "Queremos começar o mais rápido possível e dar melhores condições para juízes, servidores, advogados e jurisdicionados", afirmou o chefe do Judiciário alagoano, nesta sexta-feira (12), durante reunião com a equipe do Departamento Central de Engenharia e Arquitetura (DCEA) do Tribunal.

    Ainda segundo Washington Luiz, o encontro com os juízes vai servir para esclarecer dúvidas e colher sugestões para o projeto. Os recursos ainda não foram definidos, mas serão provenientes do Fundo Especial de Modernização do Poder Judiciário de Alagoas (Funjuris). "Conseguimos, no passado, alterar a lei que rege o Fundo e daremos utilidade a essas verbas para que possamos promover as mudanças", destacou o desembargador, ressaltando que a reforma não vai interromper a prestação jurisdicional.

    "As obras serão feitas por etapas. Primeiro será um lado do Fórum e depois outro. Os trabalhos ocorrerão pela manhã e à noite, fora do horário de expediente. Acredito que a logística que está sendo pensada não trará maiores prejuízos".

Mudanças

    Na área da segurança, serão instalados detectores de metal, portas giratórias e guichês para cadastro de visitantes. "O objetivo é ter o controle das pessoas que entram no Fórum para aumentar a segurança dos juízes, servidores e dos próprios jurisdicionados", afirmou a diretora do DCEA, Cláudia Lisboa. O acesso de presos ao Fórum, explicou, será isolado e haverá ainda a instalação de câmeras de videomonitoramento.

    Já na parte estrutural, o projeto prevê ampliação das varas, reforma dos banheiros e alteração no sistema de climatização dos espaços. "O trabalho será feito pensando ainda na questão da acessibilidade, com rampas, elevadores e balcões de atendimento adaptados", destacou Cláudia Lisboa. O cronograma das obras será definido após aprovação do projeto pelos magistrados.

Servidores

    Para a presidente do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário de Alagoas (Serjal), Raquel Faião, a reforma no Fórum é necessária. "O projeto me pareceu interessante, principalmente na área da segurança. A instalação de portas giratórias e de detectores é importante para dar tranquilidade aos que entram no prédio", destacou.

 

Fonte: Site TJ AL

Diego Silveira - Dicom TJ/AL
imprensa@tjal.jus.br - (82) 4009.3141/3240

 

Tags:

Please reload

Notícias Recentes
Please reload

Arquivos
Please reload

Siga nos
  • Facebook Basic Square