Em cerimônia prestigiada, Fernanda Marinela é empossada como primeira mulher presidente da OAB Alagoas

30.01.2016

 

Evento no Centro de Convenções contou com a presença de centenas de advogados, autoridades e membros das Seccionais da OAB de todo país

 

A advocacia alagoana e brasileira viveu um momento ímpar nesta sexta-feira (29) com a posse da única mulher que irá presidir uma Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para o triênio 2016/2018. Fernanda Marinela também faz história em Alagoas por ser a primeira mulher a assumir o comando da instituição no estado.

 

A solenidade de posse da nova presidente da OAB Alagoas foi prestigiada por advogados, autoridades, políticos e representantes da instituição de diversos estados que fizeram questão de acompanhar a cerimônia histórica e marcada pela emoção. Durante o evento, que foi conduzido pelo presidente nacional da OAB, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, também foram empossados os demais membros da Diretoria da Ordem em Alagoas, os Conselheiros Seccionais e diretores de Caixa de Assistência aos Advogados (CAA/AL).

 

Na abertura da solenidade, o presidente Marcus Vinícius ressaltou a importância de mais mulheres exercendo funções de liderança na entidade. “A líder da sociedade civil abre caminho para termos cada vez mais mulheres na OAB. Nossa gestão teceu diversos esforços por maior representatividade da mulher, inclusive criando cotas de gênero nas chapas eleitorais e com o Plano Nacional de Valorização da Mulher Advogada”, lembrou.

 

“Se eu estou hoje aqui em Maceió, neste teatro, de alma alegre e lavada, diante de vocês todos fazendo este discurso de posse como a primeira mulher presidente da OAB Alagoas, é porque subi no ombro de gigantes. Sempre acreditei na beleza da vida, na bondade dos homens, sempre sonhei que a felicidade nos convida e sempre vivi com metas no horizonte. Desde muito nova eu sabia que o caminho mais correto para a felicidade era a realização pessoal. E que uma realização só pode ser obtida com duas condições: fazer o bem e trabalhar muito. Basta agir diferente, se dedicar mais, trabalhar mais, estudar mais”.

 

Assim Fernanda Marinela iniciou seu discurso de posse. Bastante emocionada, a presidente agradeceu e mencionou pessoas importantes em sua vida, padrinhos que durante essa caminhada dentro da OAB foram fundamentais para essa conquista e seu crescimento. O amigo Felipe Sarmento – presidente do FIDA e conselheiro federal por Alagoas – responsável pelo convite para que ela integrasse a OAB; já o presidente Marcus Vinicius a nomeou presidente da Comissão Nacional da Mulher Advogada.

 

“Trabalhar nesta comissão não foi fácil. Tínhamos que reconstruir toda a agenda da mulher advogada. Não queremos ser iguais aos homens. Queremos ser reconhecidas em nossas diferenças, mas queremos oportunidades iguais. Queremos oportunidades iguais, sem deixarmos de ser mulheres, sem deixarmos de ser mães, sem ter que abrir mão de nossa feminilidade. E assim, com muito trabalho conquistamos na raça, a cota de 30% na OAB. Lançamos o Plano Nacional da Mulher Advogada e o Movimento Mais Mulheres na OAB. Presidente Marcos, não sei se fiz história, mas trabalhei bravamente em meu papel. E hoje, se temos tantas mulheres aqui presentes, se pudemos queimar as nossas caravelas, é porque nós subimos nos seus ombros!”, disse Fernanda Marinela, em tom de agradecimento.

 

Fernanda Marinela ainda relembrou toda a trajetória para chegar à presidência da OAB Alagoas. “Nunca escolhi ser presidente da OAB, fui eleita democraticamente, primeiro por meu grupo e depois pela classe. Por gigantes que me permitiram subir em seus ombros”, disse, agradecendo ainda ao presidente Thiago Bonfim e a todos que fizeram parte da gestão anterior, como a todos do grupo que tiveram o desprendimento de abrir espaço para que novos integrantes se juntassem. “E óbvio, tenho que agradecer ao meu amigo, parceiro de caminhada, que aceitou trilhar esse novo desafio, ladeando comigo este projeto, Ednaldo Maiorano”, completou.

 

“Vi nos últimos anos o nosso país passar por escândalos de corrupção sem precedentes em nossa história democrática. Vi, se esvaindo pelo ralo, a moral, a ética e a decência e o sentimento de solidariedade. Mas vi também uma sociedade saindo da letargia, acordando para a democracia, se agitando, protestando, exigindo melhorias. Vi o povo dizendo ‘Não, chega de corrupção’. Um país forte depende necessariamente de instituições fortes. De uma OAB forte. Neste cenário eu ouvi o rufar dos tambores, alimentei este fogo em minh´alma e sucumbi ao ímpeto. Me sentia como alguém que pula de um penhasco sem rede de proteção. Acreditando apenas, que lá embaixo, haverá uma rede invisível. E assim, imbuída nesta esperança parti para a campanha crente de que os advogados alagoanos queriam avanços, que não aceitariam retrocessos. Queriam novidades, queriam uma OAB que realmente tocasse no seu dia-a-dia. Que me acolheriam, me receberiam e retribuiriam a confiança depositada”, acrescentou.

 

A presidente ainda relembrou a importância da OAB em sua vida e a maior conquista dentro da instituição. “A OAB me deu o maior tesouro depois da minha família: Me deu amigos, me deu um grupo de pessoas que partilham comigo os mesmos sonhos, os mesmos valores e a mesma disposição. Graças a estas pessoas, nunca me senti só. Nunca me senti desamparada. Nunca me senti como “uma pessoa”. Me senti como parte de um grupo, como lider de uma nova geração de advogados dotados de valores antigos: ética, decência e união. Quando estamos juntos, tem quem nos chame de teimosos, obstinados, durões. Tem quem diga que nós temos uma queda pelo caminho mais difícil. Que não respeitamos limites que não sabemos a hora de parar de trabalhar. Mas simplesmente Não dá! É que para nós, trabalhar juntos é prazeroso. Para nós o bom nunca é bom o suficiente! Para nós só existe um caminho: Avançar, seguir em frente!”.

 

Ao abrir seu discurso, o presidente Marcus Vinicius pediu um minuto de silêncio por Hermann de Assis Baeta, membro honorário vitalício que faleceu na semana passada. “Alagoano, foi presidente que transferiu a sede da OAB para Brasília e lançou as bases de uma Assembleia Constituinte exclusiva, dando ensejo para que tivéssemos uma Constituição responsável pelo maior período democrático de nossa história. Temos que construir democracia estável, em que a Carta seja sempre respeitada. Nossa entidade jamais deve desviar do seu curso de defensora da Constituição e do Estado de Direito”, saudou.

 

Marcus Vinicius, em sua última posse como presidente nacional da OAB, teceu reflexões sobre qual o papel do dirigente de Ordem, baseado em suas experiência de três anos à frente da advocacia brasileira. Para ele, é necessário ousar, como quando fez ao convidar Marinela para presidir a Comissão da Mulher Advogada, dando início a uma série de conquistas para a igualdade e pluralidade dentro da entidade.

 

Também disse que a Ordem não pode ser comentarista de casos, mas protagonista de causas. Nesse sentido, deve evitar a manchete fácil dos jornais, mas atuar nas questões de base da sociedade, como fez ao conseguir a proibição do investimento empresarial em partidos e candidatos, assim como de doações ocultas.

 

“OAB deve ser aliada do governo ou da oposição? Nosso papel não é ser partido político, a entidade não é de direita nem esquerda. O que ferir a Constituição tem nosso repúdio. Cuidar da advocacia e das causas da sociedade não são excludentes, são complementares. O advogado é antes de tudo um cidadão”, explicou.

 

“Prerrogativas e ética são duas faces da mesma moeda: a valorização da profissão. Criamos a Procuradoria de Prerrogativas, que atendeu 19 mil casos em três anos, mas também um Novo Código de Ética. OAB é mais do que o somatório de cada um de nós, é defensora da ética e da democracia. Devemos atuar com firmeza e altivez. Se faz líder com gestão compartilhada e participativa. Sem liberdade não há advogado e sem advogado não há liberdade, como dizia Raymundo Faoro”, aconselhou.

 

O atual presidente da Seccional de Alagoas, Thiago Bomfim, enalteceu a eleição de sua sucessora, relembrando os momentos difíceis do pleito e clamando por mais diálogo e paz na Ordem. “Fernanda Marinela ama o direito e a advocacia. Doutrinadora respeitada, advogada militante, enfrentou vários preconceitos. Com elegância, respondeu à altura. não temos dúvida que sua gestão será das mais profícuas que este país já viu”, saudou.

 

Relembrando a sua gestão, destacou o diálogo de alto nível com várias instituições republicanas, além de várias conquistas, como implantação do processo eletrônico na OAB, que economizará mais de R$ 100 mil por ano, reativação da ESA, construção da nova sede, diversas ações civis públicas, criação do Conselho Jovem e a criação da Terceira Câmara.

 

Por fim, Bomfim saudou o presidente do Conselho Federal, Marcus Vinicius, por sempre ter a porta aberta a qualquer advogado que procure a Ordem. “Grande estadista, fez com que a OAB não fosse comentarista de casos, mas protagonista de causas. Nada disso seria possível sem apoio de todas instituições do Estado de Direito. Defender fortalecimento só da advocacia é diminuir papel da OAB, temos que fortalecer todos na República”, disse.

 

Evento prestigiado

 

A posse de Fernanda Marinela contou com a presença de diversas autoridades. O governador Renan Filho fez questão de participar da solenidade. Além dele, estiveram presentes na mesa principal do evento o Vice-Presidente do Conselho Federal da OAB, Cláudio Lamachia; o Tesoureiro do Conselho Federal da OAB – Antônio Oneildo Ferreira; o membro Honorário do Conselho Federal da OAB – Cezar Britto; o Vice-Prefeito de Maceió, Marcelo Palmeira; o conselheiro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Luis Cláudio Alemand; o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins; o desembargador Federal do Tribunal Regional Federal da Quinta Região, Rubens Canuto Neto; o desembargador do Tribunal de Justiça de Alagoas, Tutmés Airan de Albuquerque Melo; o Presidente da Câmara de Vereadores de Maceió, Kelmann Vieira; o Desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da Décima Nova Região, Marcelo Vieira; a deputada Estadual Jó Pereira; o Procurador-Chefe do Ministério Público Federal em Alagoas, Procurador Rodrigo Tenório.

 

Fonte: ASCOM CFOAB

 

Clique aqui para ver mais fotos

 

 

 

 

Please reload

Notícias Recentes
Please reload

Arquivos
Please reload

Siga nos
  • Facebook Basic Square